Logo OOM
EN  PT
HOME DIVULGAÇÃO PROJETOS PRODUTOS EDUCAÇÃO PUBLICAÇÕES PESSOAS INSTITUIÇÕES DOCUMENTOS Facebook LinkedIn youTube
PROJETOS

CETUS MARCET
No projeto MARCET (MAC/1.1b/149), que é cofinanciado pelo programa Europeu Interreg MAC 2014-2020, o parceiro OOM/ARDITI irá participar num Workpackage que visa desenvolver um estudo inovador para avaliar métodos para análise de índices ecofisiológicos e movimentos espaciais em duas espécies de cetáceos nos mares do arquipélago da Madeira entre 2017-2019. Os objectivos gerais do projecto MARCET abordam a transferência e a divulgação de tecnologia de ponta para promover o crescimento e o desenvolvimento sustentável do turismo associado directa ou indirectamente à observação de baleias e golfinhos, através da criação de novos produtos e serviços inovadores. É financiado pelo Interreg Europeu e é coordenado por António Fernández, professor de Medicina Veterinária da Universidade de Las Palmas de Gran Canaria e director do IUSA (Instituto Universitário de Saúde Animal e Segurança Alimentar). http://www.plocan.eu/index.php/en/newsplocan/2017/march/1689-marcet-kom-en
ECOMARPORT ECOMARPORT
O Projeto ECOMARPORT tem por objetivo promover a I&D nos ambientes marinhos das regiões Europeias e Africanas da Macaronésia, implementanto uma rede de observação ambiental da qualidade do ar e da água dos portos. Tal será realizado através do desenvolvimento e utilização de tecnologias sustentáveis e geração de produtos e ferramentas de valor acrescentado para os utilizadores, através de cooperação e transferência de tecnologia entre os sectores público e privado, promovendo oportunidades de negócio no âmbito da Economia Azul. O projeto visa a incorporação de tecnologias inovadoras através de novos dispositivos de medida, serviços e ferramentas de gestão de impacto ambiental, com o objetivo de utilizar os resultados produtos e serviços desenvolvidos no âmbito do projeto, disponível para benefícios do público geral. http://www.ecomarport.eu/
MIMAR MIMAR
O Projeto MIMAR (MAC/4.6d/066) é financiado pelo programa Europeu Interreg MAC 2014-2020 e visa investigar a proliferação e potencialidade prejudicial das espécies não indígenas associadas às pressões antropogénicas, e as alterações climáticas na Região Macaronésica. Tem por objetivo melhorar o conhecimento existente sobre as espécies marinhas com potencial de impacto nos habitats da Rede Natura 2000, identificando os mecanismos que originam as suas proliferações e os vetores de introdução que utilizam. Assim sendo, a partir das suas principais conclusões, está previsto definir ações de monitorização, controle e mitigação, e planos para prevenir a introdução e possíveis impactos das espécies não indígenas. https://www.facebook.com/Proyecto-Mimar-623209591201972/
MIMAR PLASMAR
O Projeto PLASMAR (MAC/1.1a/030) é financiado pelo programa Europeu Interreg 2014-2020 e tem por objetivo desenvolver metodologias standardizadas para a planificação do espaço marítimo e facilitar a implementação da Diretiva Quadro para o ordenamento do espaço marítimo. O projeto visa aplicar métodos científicos pioneiros para planificar as atividades marítimas sustentáveis e a conservação e gestão do ambiente marinho e seus habitats. Pretende desenvolver ainda avaliações de impacto ambiental para cada setor marítimo (ex: aquicultura, energia azul, transporte marítimo, etc.) e integrá-los numa abordagem holística da gestão ambiental marinha. http://www.plasmar.eu/
CETUS CETUS Project
O projeto CETUS é um programa de monitorização de cetáceos da região da Macaronésia. Tem por objetivo recolher dados de ocorrências de baleias e golfinhos para determinar a sua distribuição e abundância na vasta região do Atlântico. Este projeto só é possível graças às parcerias entre diferentes instituições, lideradas pelo CIIMAR | Universidade do Porto e pela TRANSINSULAR | Grupo ETE, que doferece a possibilidade de utilizar os seus navios de carga como plataformas de oportunidade para monitorizar as rotas entre Portugal Continental e Madeira, Açoers, Canárias e Cabo Verde. https://www.facebook.com/CetusProject
MaisAtlantico +Atlantic
Pretende-se mobilizar e estimular a capacidade tecnológica nacional através de um programa orientado para a valorização industrial tendo por objectivo a exploração sustentável do Atlântico. Inclui promover novas actividades industriais de base tecnológica e maior valor acrescentado em torno da oportunidade criada pela extensão da plataforma continental de Portugal, assim como facilitar a expansão e diversificação dessa oportunidade para a exploração sustentável do Atlântico Sul. Para atingir os objectivos, o Programa inclui o desenvolvimento e promoção de um Observatório internacional para estimular a análise de riscos emergentes e novas dinâmicas de inovação com ênfase na exploração do Atlântico Sul e África Subsariana.
MARPOCS MARPOCS: MultinAtional Response and Preparedness to Oil and Chemical Spills
O principal objetivo do MARPOCS é tirar partido de trabalhos prévios desenvolvidos internacionalmente ao nível da União Europeia em diferentes aspetos de poluição marinha acidental, e desenvolver e implementar uma estrutura operacional de prevenção e resposta a derrames de óleos e substâncias tóxicas e/ou nocivas, na sub-região atlântica que engloba Marrocos, Madeira e Ilhas Canárias, no contexto do 'Lisbon Agreement', tornando fácil a sua aplicação e extensão a outras regiões oceânicas.http://marpocs.maretec.org/
CETUS Guardians of the Sea
O Projeto Erasmus+ Strategic partnership: Guardians of the Sea pretende criar uma rede europeia de forma a promover a empregabilidade de jovens com menos oportunidades e proteger o ambiente na área das pescas e sectores costeiros, através de treino não formais. Na framework deste Projeto, o trabalho de fundação para a criação de uma rede europeia de vigilância de espécies marinhas protegidas será definido e será criado um guia "Guardians of the Sea" com o objetivo de centralizar a informação necessária para o treino de futuros voluntários que queiram participar desta rede de vigilância. http://guardiansofthesea.asociacionanse.org/
BIOMETORE BIOMETORE: Biodiversity in seamounts: The Madeira-Tore and Great Meteor
O projeto BIOMETORE, coordenado pelo IPMA, tem vários parceiros nacionais e internacionais, e envolve várias áreas científicas. O principal objetivo é a recolha de informação nos montes marinhos do Atlântico NE, nomeadamenteo no 'Great Meteor', a sul dos Açores (em 2015); e também à volta da cadeia de montanhas 'Madeira-TORE' (em 2016), entre a costa continental Portuguesa e o Arquipélago da Madeira. O objetivo geral do projeto é aumentar o conhecimento científico sobre a biodiversidade e as caraterísticas oceanográficas destas regiões. Produtos gerados pelo OOM: http://oom.arditi.pt/biometore
ATLANTOS AtlantOS
No enquadramento do projeto europeu AtlantOS-H2020, uma parceria entre o OOM, Instituto Hidrográfico-Marinha (IH) e a Plataforma Oceânica de Canárias (PLOCAN), planeou uma missão para atravessar o Atlântico NE, entre a Madeira e Gran Canária, de abril a maio de 2016. Foi lançado do navio da Marinha Portuguesa (N.R.P. 'Zaire')Um 'Slocum G2 glider', com diversos instrumentos científicos para medir condutividade, temperatura, pressão, oxigénio dissolvido, clorofila e turbidez.. http://oom.arditi.pt/glider/
AUV MAPS - Madeira Archipelago Pre-seamount Stages
O projecto de investigação 'Madeira Archipelago Pre-seamount Stages, MAPS' e o cruzeiro do navio científico Poseidon P466 investigavam, se cadeias de montes submarinos e ilhas como o Madeira Hot Spot Track (MHST), que têm a mesma origem, mas diferentes idades, refletem esse gradiente de idade faunisticamente. Além disso, foi investigado se as comunidades da meiofauna do cume dos montes submarinos, respectivamente, do litoral de ilhas do MHST, formam sub-populações de uma meta-população global, e se mecanismos de dispersão e/ou isolamento podem ser reconhecidos ao longo do MHST. Tal deve ajudar a compreender se os montes submarinos e ilhas funcionam como pontos de paragem, apoiando assim a dispersão do meiobentos marinho, ou se atuam como entidades isoladas, em vez de beneficiarem da evolução de faunas exclusivas com elevada percentagem de endemismo. Neste contexto, pode ser de relevância essencial um segundo gradiente ao lado do gradiente de idade, referindo-se à influência da entrada terrígena no litoral e sublittoral ao longo da cadeia de MHST. Um censo do fitoplâncton pode permitir a deteção de uma possível influência das ilhas na composição e estrutura das respectivas comunidades de espécies. Além disso, pode permitir comparar possíveis impactos sobre a composição das comunidades de espécies causadas por montes submarinos e respectivas ilhas. Uma comparação com outros montes submarinos pode contribuir notavelmente para a nossa compreensão do papel destes para a flora e fauna marinha, especialmente no contexto dos seus estágios de pré-montes submarinos, como exemplificado pela Madeira e Porto Santo. http://oceanrep.geomar.de/25812/
AUV DAMP - Demo Auv’s Madeira Project
DAMP – Demo AUV’s Madeira Project é uma iniciativa multi-institucional e multidisciplinar com o objetivo de testar e ensaiar veículos robóticos subaquáticos (autónomos) em ambientes portuários e costeiros. O projeto conta com a coordenação local do CIIMAR-Madeira em colaboração com a APRAM (OOM) e com a participação do Laboratório de Sistemas e Tecnologias Subaquáticas (LSTS) da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto assim como da Marinha Portuguesa. Este projeto foi parcialmente financiado pela Agência de Investigação das Canárias (Id. 2010/0062) atribuído à Divisão de Robótica e Oceanografia Computacional do Instituto de Investigação SIANI, da Universidade da Las Palmas de Gran Canaria. http://www.lsts.pt/blog/lsts-funchal
MEGAN MEGAN
O projeto MEGAN (‘Processos de sub- e meso-escala no Estreito de Gibraltar: A ligação Trafalgar-Alboran’), visa estudar o transporte e dispersão e distribuição de organismos e partículas e materiais dissolvidos, (incluindo micro-plásticos) na ligação entre o Oceano Atlântico e o Mar de Alborán. O projeto é baseado em dados provenientes de sensores remotos e de modelação hidrodinâmica e biológica. http://oom.arditi.pt/megan/   Facebook-MEGAN
AUV Efeito-de-Ilha na Cadeia Vitória-Trindade
Projeto científico com vista a estudar o Efeito-de-ilha das ilhas e montes submarinos da Cadeia Vitória-Trindade, localizada ao largo da costa do Brasil (Atlântico Sul). O efeito-de-ilha é a 'fertilização biológica' induzida pela turbulência gerada quando as ilhas interagem com o fluxo oceânico, contribuindo para aumentar o fornecimento de nutrientes à superficie do mar. Como tal, as caraterísticas bio-geoquímicas na vizinhança destas ilhas é diferente dos efeitos do oceano oligotrófico circundante. Dados in-situ e modelos numéricos contribuem para o estudo de estruturas dinâmicas (sub- e meso-escala) que influenciam a distribuição das comunidades de fito- e zooplâncton à volta destas ilhas. Este projeto é coordenado pelo Prof. Paulo Calil, coordenador do 'DinaMO-Laboratory' da FURG - Universidade Federal do Rio Grande, financiado pelo CNPq e tem a contribuição de investigadores do Observatório Oceânico da Madeira (OOM) Correntes C.Vitoria-Trindade


Observatório Oceânico da Madeira
Edifício Madeira Tecnopolo, Piso 0
Caminho da Penteada
9020-105 Funchal
Portugal

Confinanciamento ARDITI
© 2014 - 2017 Observatório Oceânico da Madeira - Todos os direitos reservados   |   (+351) 291 721 216   |